MEIN "CORONA" KAMPF

Você não precisa ser formado em medicina, biociência ou ciência econômica para entender como agir com coerência em caso de pandemia.


Abaixo eu redijo o plano que defendo, para que vocês possam julgar e avaliar a minha linha de raciocínio.


--


MEIN CORONA KAMPF - indicado para governantes anti-holocautos.


--


✅ Passo 1: O EXAME


a) Contrate microempreendedores, por município, e criem um sistema de cadastro online para todo o brasileiro que deseja realizar o PCR (exame que detecta a presença do COVID-19 em qualquer organismo). Divulguem o sistema em todas as mídias e com todo tipo de veiculação possível, incentivando o cadastramento massivo;


b) Contrate microeempreendedores regionais-municipais para que possam ir aos locais mais carentes que não têm acesso à internet, equipados em carros como os de foodtruck, para cadastrar estes nossos irmãos neste sistema citado acima. Tais cabines móveis serão os "Esquadrões do Combate";


c) [Esta ação deve ser realizada junto com à citada no item "a]". Produza os kits dos exames PCR, no Brasil e de preferência em seus estados (incentive a produção segura e o aquecimento da economia nacional);


d) Defina pontos para realização dos exames, usando como base o cadastro geral do Programa. Convenie unidades básicas de saúde, hospitais e pequenas clinícas particulares;


e) Contrate estagiários provisórios de biomedicina e enfermagem para reforçar os atendimentos nos locais dos exames;


f) Contrate microeempreendedores que desenvolvam vídeos de treinamentos para estes estagiários, assim como cartilhas e um sistema online para inscrição e capacitação. Contratem recrutadores autônomos e professores para avaliarem a performance de cada um dos candidatos, com foco na seleção das equipes. Dê acesso à população para que todos também possam se capacitar e cobrar os profissionais que realizarão os exames;


f) Kits produzidos, unidades conveniadas abastecidas, profissionais contratados, comunicação pronta? Agora é hora de divulgar, colocar o "Esquadrão do Combate" nas ruas e liberar a propaganda pra geral se cadastrar e agendar a sua ida ao ponto conveniado para a realização dos exames.


✅ PASSO 2: O DIAGNÓSTICO


a) Os diagnósticos devem ser entregues via App (com push e notificação por email a todos que realizaram os exames), e os esquadrões devem voltar às áreas mais carentes e entregar os resultados em mãos. Coisa simples: "tem ou não tem". Em ambos os casos, TODO cidadão deverá receber uma cartilha de prevenção;


b) Para os POSITIVADOS: liberar, via app e via "Esquadrão do Combate", o agendamento à consulta médica em data e unidade mais próxima, nos hospitais conveniados, para a definição de procedimento de internação e tratamento. ÓBVIO: estes hospitais devem atender APENAS os infectados ou NO MÍNIMO possuírem áreas de ALTO CONTROLE E ASSEPSIA, ISOLADAS, para a realização deste procedimento. Deve haver isolamento da área (raio de 3km) e decreto penal de que apenas os autorizados podem acessar estas mediações (sem possibilidade de visitas aos pacientes);


c) Desenvolver um "composto fármaco manipulado" que reforce a imunidade da população (realizar uma reunião online entre infectologistas, epidemologistas e imunologistas para definir o receituário). Subir decreto de lei que obrigue as farmácias de manipulação a vender o composto por no máximo R$35,00. Fazer parceria com Uber, Loggy ou empresas de motoboy para a realização da entrega dos fármacos, juntamente com sabonetes à base de àlcool em gel e agentes antibactericídas - estabelecer lei provisória com taxa de entrega acessível;


e) Aos NÃO INFECTADOS: liberação via app do programa para a compra dos compostos imunológicos, assim como compra de kit com máscara de proteção e álcool em gel (entrega a domicílio), e distribuição dos mesmos via farmácias populares e via "Esquadrão do Combate" (item b).


f) Comunicação reforçada para a solicitação e uso do "composto Imunológico" , assim como sobre a disponibilização de cartilhas online sobre alimentação saudável, rotina de exercícios e demais hábitos que auxiliem na prevenção;


g) Usar o esquema de "horário político" para passar dicas com profissionais de saúde e educação física na TV e canais da internet, para a população;


h) Manter ativo o call center 0800 para ajudar àqueles que podem pensar ser/estar infectados, mesmo após a realização dos exames.


✅ PASSO 3: O TRATAMENTO


a) Nas áreas restritas, tratar os infectados com as medicações e procedimentos que têm trazido bons resultados. Atendimento ostensivo para a rápida melhora e preservação TOTAL do decreto de acessos restrito.


✅ PASSO 4: O CONTROLE


a) Incentivar o isolamento social;

b) Incentivar o home Office;

c) Solicitar que o SEBRAE libere cursos gratuitos de modernização dos processos corporativos, com foco no isolamento social;

d) Decretar o congelamento de juros de dívidas, durante este período - dar incentivos fiscais para incentivar as empresas a não cobrarem tais taxas;

e) Divulgar ostensivamente o call center 0800 para acesso da população, e reforçar a divulgação sobre quais hospitais estarão com equipes para atendimentos em caso de suspeitas de contaminação;

f) Estimular a compra e a venda online;

g) Divulgar via app e sites oficiais os resultados da ação;

h) Divulgar canal para denúncia de abuso de preços de medicamentos, EPIs, álcool em gel, entre outras mercadorias/serviços. Deixar a cargo da polícia Civil a fiscalização do cumprimento da lei;

i) Manter fronteiras fechadas;

j) Subir o decreto que proibi a demissão de funcionários por 90 dias, em épocas de pandemia (toda empresa PRECISA ter um caixa reserva, aprendamos a lição).


--


⚠️ A HISTERIA está lotando hospitais e matando pessoas psicológicamente. O acesso ao exame diminuirá radicalmente este falso alarde e tornará a população mais forte para agir de acordo com as políticas mundiais de combate e prevenção.


Um plano de emergência organizado estimulará a economia e salvará a população.


O Kit de PCR (exame) custa menos de R$80 aos cofres públicos.


Em épocas como esta as empresas precisam OBRIGATORIAMENTE se modernizar e correr atrás do prejuízo. Além de, claro, aprender a lição de que está na hora de criar processos desruptivos, aceitar o home oficce e humanizar os procedimentos.


Parece maulco? Nas minhas contas isso estaria resolvido em 30 dias. Basta você checar a quatidade de Secretarias, Ministérios e políticos que elegemos para chegar a mesma conclusão.


Fazemos campanhas de vacinação neste mesmo esquema, ou seja, há métodos conhecidos de se organizar para resolver.


O que nós, o povo, precisamos é aprender a cobrar dos políticos eleitos, provendo a eles ideias que mostrem o quanto estamos informados e interessados em colaborar e cobrar.


E antes de vir dizer que o Brasil não tem dinheiro para isso, por favor, lembre-se dos R$600 disponibilizados recentemente, assim como dos altos impostos que pagamos diariamente - até pela água que usamos.


--


💟 Façam sugestões e divulguem. O vírus não escolhe opção política de voto, ele infecta e mata a qualquer um. Nós, os eleitores, somos a maioria. Por isso sejamos a mudança que esperamos em nosso país.


Feliz Páscoa!

[Bruna Maldonado]



47 visualizações0 comentário
  • Whatsapp-o-tarot-da-bru-tarot-online
  • Instagram do O Tarot da Bru
  • YouTube do O Tarot da Bru
  • Spotify do O Tarot da Bru
  • Facebook do O Tarot da Bru
  • LinkedIn ícone social